Depoimento

 

 

Acreditando

 

Resolvi reescrever esse depoimento principalmente porque acredito que existem pessoas como eu que podem ter dificuldade de aceitar a recuperação no DA. Quando cheguei ao grupo vindo por indicação de outra irmandade, demorei a identificar e aceitar as ferramentas de recuperação propostas pelo grupo. Nunca soube ganhar muito dinheiro e confesso que ainda negocio muito baixo meu valor como autônoma, consequentemente tinha uma atitude comedida e descontrole. Ou seja, era "mão de vaca" com questões essenciais e "relaxava" para pequenos luxos que sempre prejudicavam meu orçamento. Vivia com a corda no pescoço, investia nas coisas erradas e constantemente precisando da ajuda do meu pai, apesar de eu já ter quase 40 anos. Por um ano e meio praticamente, entrei e sai da sala, pensando "aqui não é o meu lugar". Mas quando eu consegui fechar um trabalho com bom ganho e ver o dinheiro acabar sem pagar uma dívida, nem comprar nada que realmente contribuísse para o meu bem-estar duradouro, tive que admitir que meu problema não era ganhar mais ou menos. Eu não sabia ser solvente.

Meu tempo real de recuperação ainda é recente, mas é com alegria que já paguei 80% das minhas dívidas e acabo de conseguir meu primeiro mês sem pedir ajuda a meu pai. Além da aparição de novas fontes de renda. Entreguei minha vida ao Poder superior, e mesmo quando não sei como virá o dinheiro do próximo mês, sei que o PS proverá, pois o PS é a Fonte. Aos poucos estou mudando minha mentalidade e sendo mais responsável pelos meus recursos e aos poucos estou acreditando que posso aumentar meus ganhos. No DA não tem atalho, mas se assumida a recuperação, as mudanças verdadeiras começam a acontecer e continuam. Continuarei grata, pelo PS, pela sala e pelos companheiros. Paz e solvência é o que desejo a todos. A satisfação de ser responsável pela minha vida é imensurável.

Obrigada por existir e manter porta aberta a essa Devedora Anônima em recuperação.